Diana-Dru, entre nós e laços


Sexta-feira , 05 de Novembro


Meu Bom Amor pelos Poetas by Diana-Dru


Deixo de ser ousada quando paro de perscrutar o pensamento de algumas estrelas. A lua não colabora com meus poemas esquisitos se minhas mãos tremem e bocejo versos tinhosos sobre qualquer papel branco. O céu surrupia-me os desejos e os sonhos bruxuleiam inquietos. Candelabros antigos queimam meu travesseiro e amaldiçôo um soneto porque a estrofe não casa, não casa e não casa. Uma palavra bastaria e apenas uma.

 

Amo poetas com o mesmo frenesi das madrugadas que os possuem. Quando os seus versos explodem vermelhos amanhecendo encharcados pela noite mal dormida. Se meu abraço não os alcança - é o sentimento - um novelo de linha desgarrado como poesia o que aquece a chama de tantas velas coloridas. Eu creio em beijo de jardim que enternece parque.


Escrito por Diana-Dru às 19h56
[ ] [ envie esta mensagem ]

Terça-feira , 02 de Novembro


Recei-TU-ando



Escrito por Diana-Dru às 23h20
[ ] [ envie esta mensagem ]
Busca na Web:

Perfil

Meu perfil
BRASIL, Centro-Oeste, BRASILIA, Mulher, Portuguese, English, Viagens, Arte e cultura